É hora de ampliar a mobilização para garantir o devido aumento salarial e os direitos da Convenção Coletiva

Radialistas decidiram na assembleia: Aprovaram o Estado de Greve e que na próxima quarta-feira, dia 22/06, todos iremos trabalhar de preto.

Companheiros/as

Na assembleia realizada de forma online no dia 15 de junho os radialistas aprovaram intensificar a mobilização para garantir os direitos que estão na Convenção Coletiva de Trabalho, a devida reposição das perdas salariais e aumento salarial pra valer.

Os patrões seguem fugindo de pagar o que devem aos trabalhadores e querem passar por cima de direitos: o objetivo dos patrões era ampliar ainda mais o arrocho salarial, é isso que significa sua proposta de pagar como reajuste salarial, apenas metade das perdas medidas pelo INPC além disso, querem acabar com direitos que garantimos através de muita luta.

No verso desse Boletim você verá que o índice do INPC está longe de repor de fato as perdas que temos, pois além das perdas acumuladas de anos anteriores, tudo que temos que pagar sobe muito mais que os nossos salários. 

O Sindicato já disse NÃO para essa proposta absurda dos patrões e estamos percorrendo os locais de trabalho, tanto na capital, como no interior conversando com os trabalhadores para organizar a ampliação da nossa mobilização, pois é só assim lutando que vamos garantir as nossas reivindicações.

Na assembleia os trabalhadores decidiram aprovar o estado de greve, que significa que se não houver proposta pra valer em relação a nossa pauta de reivindicação, vamos avançar para paralizações nos locais de trabalho.

NA PRÓXIMA QUARTA-FEIRA, TODOS DE PRETO: na assembleia também foi aprovado um dia de protesto nessa semana. Então na quarta-feira, dia 22/06 é dia de ir de preto trabalhar. Camisa, camiseta, calça, vestido, roupa inteira, o que importa é que nas TV’S e rádios em todo o estado os trabalhadores se vistam de preto para demonstrar a indignação contra o desrespeito dos patrões aos nossos direitos.

Converse com seus amigos, se organizem para participar desse dia de protesto e juntos com o Sindicato vamos ampliar a mobilização para garantir:

– Reposição das perdas e aumento salarial pra valer.

– Manutenção e ampliação dos direitos da Convenção Coletiva de Trabalho.

– Em defesa do emprego e por melhores condições de trabalho.

OS PATRÕES LUCRAM CADA VEZ MAIS, ENQUANTO OS TRABALHADORES SOFREM COM O ARROCHO SALARIAL E MAIS MISÉRIA, VEJA:

-Em algumas cidades o preço do gás chega a R$ 150,00. Em dois anos o aumento foi de 57%.

-Em 12 meses, preço da cenoura subiu 178% e abobrinha, 103%

– Tomate, café e batata: itens da cesta básica sobem até 117% em um ano e comprometem mais da metade do salário-mínimo

– Mundo ganhou 573 bilionários durante pandemia/Fonte: Uol em 23 de maio de 2022

– Na pandemia, mundo ganhou um novo bilionário a cada 26 horas,

Relatório da Oxfam mostra que há 55 bilionários no Brasil, com uma riqueza total de US$ 176 bilhões, que subiu 30% no mesmo período/ Fonte: Revista Exame janeiro de 2022

– Enquanto o mundo se encaminha para empurrar um milhão de pessoas para a pobreza extrema a cada 33 horas, um novo bilionário surge na mesma velocidade / Fonte: Relatório Oxfam maio de 2002

– Quantidade de famílias em situação de miséria na cidade de SP cresce mais de 30% em janeiro de 2022. Fonte: site G1 em maio de 2022

PATRÕES E GOVERNO BOLSONARO JUNTOS ATACANDO OS DIREITOS DA CLASSE TRABALHADORA

O governo Bolsonaro impôs várias medidas que ajudaram os patrões a demitir, reduzir salários e passar por cima de direitos, dessa forma os patrões seguem lucrando durante a pandemia que ainda não acabou e os trabalhadores sofrem com o arrocho salarial e o aumento do custo de vida.

Tudo sobe menos os nossos salários: o INPC que é o índice que mede as perdas salarias, é o menor índice que existe para medir a inflação. Já o IPCA que é o índice usado pelo governo para reajustar os preços dos alimentos, remédios, material escolar, ou seja, tudo que faz parte do dia a dia do trabalhador é muito maior.

É por isso que a conta do trabalhador não fecha, pois o salário arrochado não chega até o final do mês.

A luta também é em defesa dos direitos: desde 2017 depois da reforma trabalhista imposta pelo governo Temer/MDB e pela maioria dos deputados e senadores, os patrões aumentaram os ataques aos direitos dos trabalhadores.

Os patrões fogem de assinar as Convenções Coletivas de Trabalho para tentar passar por cima de direitos que foram garantidos através de muita luta.

O Sindicato dos Radialistas, junto com a Intersindical, tem na luta, impedido a retirada de direitos e agora é o momento de, juntos, fortalecermos a mobilização em defesa dos direitos, por aumento salarial e melhores condições de trabalho

 Nenhum direito a menos. Rumo a novas conquistas!

Rua Conselheiro Ramalho n. 992 Bela Vista – São Paulo – SP 11 3145 9999 http://www.radialistasp.org.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s